segunda-feira, 7 de janeiro de 2008

JK Rowling já admite escrever o oitavo 'Potter'


J.K.Rowling não descarta a hipótese de escrever o oitavo livro da saga Harry Potter, embora considere improvável que isso aconteça nos próximos dez anos.

"Tem havido, desde que terminei [a história com o sétimo volume] momentos de fraqueza, em que digo 'OK' à oitava parte", admitiu a autora em entrevista à revista Time. "Mas se - e é um grande 'se' - alguma vez escrever o oitavo livro acerca daquele mundo [de feitiçaria], duvido que Harry seja a personagem principal. Sinto que já contei a sua história. Mas isto são grandes 'ses', vamos deixar passar dez anos e ver como nos sentimos na altura", acrescentou.

Classificada pela revista como a terceira Personalidade do Ano 2007 - depois do presidente russo Vladimir Putin e do ex-vice-presidente americano Al Gore -, J.K.Rowling está, de momento, ocupada com dois projectos: um romance para adultos e um "conto de fadas político".

Dezassete anos depois de ter começado a escrever as aventuras de Harry na escola de feitiçaria de Hogwarts, a autora colocou um ponto final na história com o sétimo livro, Harry Potter e os Talismãs da Morte, cujos 15 milhões de exemplares colocados à venda no passado mês de Julho, esgotaram por completo em apenas 24 horas.

O último capítulo, confessou à Time, é o seu favorito em toda a saga. Quando acabou de o escrever, a 11 de Janeiro, numa suite do Hotel Balmoral de Edimburgo, "desatou a chorar" e bebeu "uma daquelas patéticas garrafinhas de champanhe do minibar". Afinal, "Harry foi uma das relações mais duradouras da sua vida adulta" e o fim da história deixou "um vazio".

O pendor humanista e religioso da história, as críticas dos clérigos mais conservadores (incluindo o Papa), as iniciativas dos fãs e o contacto que mantém com eles através do website J.K.Rowling não descarta a hipótese de escrever o oitavo livro da saga Harry Potter, embora considere improvável que isso aconteça nos próximos dez anos.

"Tem havido, desde que terminei [a história com o sétimo volume] momentos de fraqueza, em que digo 'OK' à oitava parte", admitiu a autora em entrevista à revista Time. "Mas se - e é um grande 'se' - alguma vez escrever o oitavo livro acerca daquele mundo [de feitiçaria], duvido que Harry seja a personagem principal. Sinto que já contei a sua história. Mas isto são grandes 'ses', vamos deixar passar dez anos e ver como nos sentimos na altura", acrescentou.

Classificada pela revista como a terceira Personalidade do Ano 2007 - depois do presidente russo Vladimir Putin e do ex-vice-presidente americano Al Gore -, J.K.Rowling está, de momento, ocupada com dois projectos: um romance para adultos e um "conto de fadas político".

Dezassete anos depois de ter começado a escrever as aventuras de Harry na escola de feitiçaria de Hogwarts, a autora colocou um ponto final na história com o sétimo livro, Harry Potter e os Talismãs da Morte, cujos 15 milhões de exemplares colocados à venda no passado mês de Julho, esgotaram por completo em apenas 24 horas.

O último capítulo, confessou à Time, é o seu favorito em toda a saga. Quando acabou de o escrever, a 11 de Janeiro, numa suite do Hotel Balmoral de Edimburgo, "desatou a chorar" e bebeu "uma daquelas patéticas garrafinhas de champanhe do minibar". Afinal, "Harry foi uma das relações mais duradouras da sua vida adulta" e o fim da história deixou "um vazio".

O pendor humanista e religioso da história, as críticas dos clérigos mais conservadores (incluindo o Papa), as iniciativas dos fãs e o contacto que mantém com eles através do website foram outros assuntos abordados nesta entrevista.

Com os livros de Harry Potter traduzidos em 65 línguas, adaptações cinematográficas (a do quinto livro, Harry Potter e a Ordem da Fénix, rendeu quase 440 milhões de euros) e o projecto para a construção de um parque temático na Florida, J.K.Rowling foi considerada pela revista Forbes como a segunda mulher mais rica no universo do entretenimento, logo a seguir à apresentadora de TV Oprah Winfrey.

No passado dia 13, o único manuscrito do conto de fadas The Tales of Beedle the Bard, que a autora colocou à venda (tendo oferecido os restantes seis a familiares e amigos), rendeu em leilão 2,7 milhões de euros para a sua organização beneficente Children's Voice.|P.L.


foram outros assuntos abordados nesta entrevista.

Com os livros de Harry Potter traduzidos em 65 línguas, adaptações cinematográficas (a do quinto livro, Harry Potter e a Ordem da Fénix, rendeu quase 440 milhões de euros) e o projecto para a construção de um parque temático na Florida, J.K.Rowling foi considerada pela revista Forbes como a segunda mulher mais rica no universo do entretenimento, logo a seguir à apresentadora de TV Oprah Winfrey.

No passado dia 13, o único manuscrito do conto de fadas The Tales of Beedle the Bard, que a autora colocou à venda (tendo oferecido os restantes seis a familiares e amigos), rendeu em leilão 2,7 milhões de euros para a sua organização beneficente Children's Voice.|P.L.

Um comentário:

Witch Emperors disse...

Oi!!!
Seu blog ta super legal!!
onde vc conseguiu os hinos das casas?



Bjosssssssssssss




Uau vai ser perfeito ter um 8 livro!

entrevistas sobre o filme harry potter e a ordem da fenix

Loading...

videos sobre harry potter

Loading...

harry potter e a pedra filosofal-videos

Loading...

harry potter e a camara secreta-videos

Loading...

harry potter e o prisioneiro de azkaban-videos

Loading...

harry potter e o calice de fogo-videos

Loading...

harry potter e a ordem da fenix-videos

Loading...

harry potter e o enigma do principe -videos

Loading...

harry potter e as reliquias da morte- videos

Loading...




Harry Potter e o Enigma do Príncipe

Harry Potter e o Enigma do Príncipe

O que você achou de HP eo EdP?

Qual vai ser a melhor cena de HP e as RM (em relação ao livro)?